games
curiosidades
esportes
bizarro
filmes

Curiosidades

Estímulo elétrico no cérebro melhora habilidade matemática

A aplicação de uma corrente elétrica no cérebro pode melhorar o desempenho matemático de uma pessoa por até seis meses sem influenciar suas outras funções cognitivas, segundo pesquisa da Universidade de Oxford.

A descoberta pode ajudar no tratamento de 20% da população com moderada ou grave deficiência paralevar a tratamentos para os 20 por cento estimado da população com moderada a grave deficiência numérica, como a discalculia, além de auxiliar aqueles que perderam sua habilidade com números como resultado de um derrame ou doença degenerativa, por exemplo.

"Eu certamente não estou aconselhando as pessoas a sairem por aí dando choques elétricos, mas estamos extremamente animados com o potencial de nossos resultados", afirmou o pesquisador Roi Cohen Kadosh, do Instituto de Neurociência Cognitiva da Universidade de Oxford. "O estímulo elétrico não transformará ninguém em Albert Einstein, mas pode ser capaz de ajudar algumas pessoas a lidar melhor com a matemática", explicou.

Os pesquisadores usaram um método de estímulo cerebral conhecido como estímulo transcraniano por corrente contínua (ETCC). O ETCC é uma técnica não-invasiva na qual uma corrente fraca é aplicado constantemente ao cérebro em um determinado período de tempo para aumentar ou reduzir a atividade dos neurônios. A técnica tem recebido atenção na última década por seu potencial para melhorar as várias funções em pessoas com déficits neurológicos.

No novo estudo, os pesquisadores aplicaram o ETCC especificamente na região do lobo parietal, uma parte do cérebro que é fundamental para a compreensão numérica. Os participantes do estudo tinham habilidades matemáticas normais, mas foram convidados a aprender uma série de números e símbolos artificiais que nunca tinham visto antes, enquanto eles recebiam o estímulo. Os pesquisadores então testaram a habilidade dos participantes para processar automaticamente a relação entre esses números artificiais para o outro e mapeá-los corretamente no espaço usando métodos padrão de teste para a competência numérica.

Os resultados dos testes mostraram que o estímulho cerebral melhorou a habilidade dos participantes do estudo para compreender e interpretar os novos números.

Agora que sabem que o tratamento pode melhorar a habilidade numérica de pessoas com habilidade matemática normal, os pesquisadores planejam testar a sua utilização em pacientes com severa deficiência numérica. Se funcionar, o projeto pode ter consequências importantes, disse Cohen Kadosh. Segundo o pesquisador, a descoberta pode ajudar pessoas que não conseguem fazer tarefas básicas com números, como entender os rótulos dos alimentos ou o cálculo do troco em uma compra.



Compartilhe:




Curiosidades, em 10/11/2010 às 10:30 por Juliane






Comentários:





destaques em Curiosidades

Menina de 16 anos que não envelhece

Brooke Greenberg tem o tamanho e a capacidade mental de uma [ler+]

As minhocas não têm pulmão e possuem vários corações

As minhocas possuem um complexo sistema circulatório e podem [ler+]

As gêmeas que compartilham os sentidos

Os nomes são Tatiana e Krista. Seu caso é um dos mais incrív [ler+]

John Titor, o homem que viajou no tempo

Em Novembro do ano de 2000, Timetravel_0 era o nickname de J [ler+]

mais vistos em Curiosidades

Qual é a coisa mais nojenta que existe?

Pense em um lenço estranho, de uma pessoa desconhecida, ping [ler+]

9 tradições perigosas ao redor do mundo

Em alguns países islâmicos, é mais do que normal ver mulhere [ler+]

Sagui-leãozinho, o menor macaco do mundo

O sagui-leãozinho ou sagui pigmeu é o menor primata do mundo [ler+]

A aranha mais venenosa do mundo

Extremamente rápida, agressiva e venenosa, a aranha armadeir [ler+]


publicidade

publicidade