games
curiosidades
esportes
bizarro
filmes

Esportes

Físicos explicam gol do Roberto Carlos contra a França

Os físicos já encontraram, por fim, a explicação do gol de falta mais espetacular da história do futebol... Aquele chute do Roberto Carlos no jogo do Brasil contra a seleção da França que fez uma curvatura tão pronunciada e desconcertante que o goleiro Fabian Barthez ficou como paralisado na linha do gol. Só um estudo da física conseguiu revelar o mistério.

O trabalho científico aparece no New Journal of Physics de hoje, e sugere que a façanha não foi um acidente futebolístico, como muitos torcedores acreditavam.

Segundo uma equipe de cientistas franceses é possível descobrir a trajetória da bola desenvolvendo uma equação. Segundo eles, o gol poderia se repetir se a bola recebesse um golpe o suficientemente forte, girasse sobre si mesma e -o mais importante- a uma distância suficiente do gol.

Na época alguns comentaristas europeus batizaram-no como "o gol que desafiou à física", mas o estudo apresenta a equação que descreve a trajetória da bola com exatidão, e prova o contrário.

- "Comprovamos que o rumo de uma esfera que gira sobre si mesma é um espiral", disse o diretor da pesquisa, Christophe Clanet, da Escola Politécnica de Paris.

Clanet descreveu a trajetória como "um casulo de caracol", já que aumenta a curvatura à medida que a bola ganha distância. Desta maneira e graças a que Roberto Carlos se encontrava a 35 metros da meta quando chutou a bola, a curvatura pode ser melhor apreciada.

Clanet estava pesquisando a trajetória das balas junto a seu colega David Quere, quando derrubaram este mito futebolístico. Para "simplificar o problema" valeram-se de bolas de plástico que tivessem a mesma densidade que a água.

Estes cientistas simularam o chute debaixo da água, o que permitiu eliminar os efeitos das turbulências no ar e a força da gravidade, e revelou a trajetória pura de uma esfera giratória.

- "No campo de futebol, veremos algo parecido a esta espiral ideal, mas a influência da gravidade diminuirá o efeito", explicou Clanet.

- "No entanto, com um chute o suficientemente forte, como o de Roberto Carlos, esta influência é minimizada", agregou. O segredo chave, de todas formas, segundo os cientistas, foi a distância percorrida pela bola para conseguir enganar Barthez.




Compartilhe:



Fonte


Esportes, em 04/09/2010 às 09:56 por Juliane






Comentários:





mais vistos em Esportes

O mais alto jogador da NBA de todos os tempos

Com 2 metros e 31 centímetros de altura, o sudanês Manute Bo [ler+]

Qual é o esporte coletivo mais violento?

Não é nenhuma caixinha de surpresas: os esportes coletivos d [ler+]

Como os anabolizantes agem no corpo humano?

Tomando Bomba: Os esteroides anabolizantes são substâncias s [ler+]

Conheça os 30 jogadores mais valiosos do futebol 2010

Quem vale mais: Neymar ou Ganso? Alexandre Pato ou Javier Pa [ler+]