games
curiosidades
esportes
bizarro
filmes

Interessante

Não confie no que seus olhos dizem

É universal: quando vamos mostrar algo muito importante ou complicado a alguém, pedimos para essa pessoa “prestar atenção”. Geralmente, fazemos isso porque acreditamos que manter um foco mais intenso ou um contato visual mais cuidadoso vai nos ajudar a perceber o mundo de uma forma mais precisa. Mas tome cuidado com essa ideia: a ciência acabou de descobrir que não é bem assim que a coisa funciona. Um novo estudo da Universidade de Yale, que será publicado em breve no periódico Psychological Science, mostrou que manter um foco muito intenso em algo pode é provocar o efeito contrário e distorcer a nossa percepção espacial.

A pesquisa, conduzida pelos psicólogos cognitivos Brandon Liverance e Brian Scholl, é surpreendente porque mostra que mesmo algo relativamente simples, como perceber onde um objeto está em relação a outros, pode ser distorcido pela nossa mente.

Em três experimentos, 10 voluntários foram orientados a focar sua atenção em alguns objetos, mas não em outros. No teste com os resultados mais reveladores, havia quatro círculos se movendo em uma tela de computador enquanto mudavam rapidamente de cor. Dois deles podiam ser ignorados, mas os outros dois deviam receber atenção especial e os voluntários tinham de pressionar uma tecla sempre que ficassem com a cor vermelha ou azul. Depois de alguns segundos de movimento, todos os círculos desapareciam e os participantes precisavam clicar com o mouse sobre os locais onde os dois círculos-alvos haviam aparecido pela última vez. E foi aí que se evidenciaram as distorções. Uma delas já era esperada: como pesquisas anteriores já haviam mostrado, os círculos eram sempre indicados como se estivessem comprimidos em direção ao centro da tela – como se a representação que nossa mente faz do mundo fosse ligeiramente reduzida.

A outra distorção foi a que surpreendeu os cientistas: os voluntários relataram ter visto os círculos-alvos como se estivessem mais próximos uns dos outros do que realmente estavam e observaram os outros dois círculos (nos quais não haviam focado sua atenção) mais afastados do que a realidade.

Esses resultados fortalecem um campo crescente da psicologia cognitiva que desestabiliza nossa confiança na ideia de que sabemos algo com certeza – e coloca em xeque nossos métodos para compreender o mundo com mais exatidão.

“A atenção é a forma como as nossas mentes se conectam com as coisas no ambiente”, explicou para a MedicalXpress o pesquisador Liverence, um dos autores do estudo. “Nós tendemos a pensar que a atenção esclarece o que está lá fora. Mas ela também distorce”.

Não confie tanto no que seus olhos dizem: eles também podem ser enganados pela sua mente.


Leia também:
Aquilo que você vê, pode mudar aquilo que você ouve

Nosso cérebro busca padrões

Curiosidades do nosso cérebro



Compartilhe:




Interessante, em 14/09/2011 às 14:26 por Juliane






Comentários:





destaques em Interessante

Um misterioso som vindo do Oceano Pacífico!

A foto é uma representação visual de um som alto e incomum v [ler+]

Escolha novos finais para filmes com uma nova tecnologia

O cinema costumava ser uma arte autoritária — cabia à platei [ler+]

Nosso cérebro é mais semelhante com o dos macacos do que se pensava

Livros didáticos e as imagens do Google estavam erradas, ass [ler+]

Os robôs mais realistas do mundo

A ficção científica está repleta de histórias em que é difíc [ler+]

mais vistos em Interessante

Pesquisadores alegam ter encontrado a cidade perdida de Atlântida

A Atlântida ou Atlantis é uma lendária ilha ou continente cu [ler+]

Designer de moda cria roupas feitas de leite

Anke Domaske, uma designer de moda e microbiologista alemã, [ler+]

Esmaltes diferentes

Se você achava que a criatividade das marcas estava no fim, [ler+]

Britânico perde 1/3 da cabeça em queda brutal

Alan Hind tem 28 anos e vive sem um terço de seu crânio devi [ler+]