games
curiosidades
esportes
bizarro
filmes

Interessante

Caracol fica verde e fluorescente para espantar predadores

Um pequeno caracol marinho tem a capacidade de emitir uma luz verde fluorescente para espantar seus predadores, segundo um estudo da Universidade da California, nos Estados Unidos.

O animal, que leva o nome científico de Hinea brasiliana, parece usar sua bioluminescência como mecanismo de defesa. De acordo com a pesquisa, ele fica verde quando percebe a ameaça de um caranguejo ou camarão nas proximidades. Os pesquisadores suspeitam que a tática visa criar a ilusão de um animal maior.

Segundo o cientista Nerida Wilson, "é raro ver qualquer caracol que vive no fundo do mar produzindo bioluminescência. Portanto, é ainda mais surpreendente ver que esse caramujo tem uma concha que maximiza o sinal luminoso de modo eficiente".

A espécie Hinea brasiliana é encontrada normalmente no litoral da Austrália e do norte da Nova Zelândia.



Compartilhe:




Interessante, em 06/01/2011 às 13:20 por Juliane






Comentários:





destaques em Interessante

Participe de uma experiência sonora 3D impressionante

Embora a indústria do entretenimento venha a cada dia mais v [ler+]

Escolha novos finais para filmes com uma nova tecnologia

O cinema costumava ser uma arte autoritária — cabia à platei [ler+]

Nosso cérebro é mais semelhante com o dos macacos do que se pensava

Livros didáticos e as imagens do Google estavam erradas, ass [ler+]

Diamante maior que a Terra é descoberto no espaço

Imagine a maior pedra preciosa que você conseguir. É do tama [ler+]

mais vistos em Interessante

Pesquisadores alegam ter encontrado a cidade perdida de Atlântida

A Atlântida ou Atlantis é uma lendária ilha ou continente cu [ler+]

Designer de moda cria roupas feitas de leite

Anke Domaske, uma designer de moda e microbiologista alemã, [ler+]

Esmaltes diferentes

Se você achava que a criatividade das marcas estava no fim, [ler+]

Britânico perde 1/3 da cabeça em queda brutal

Alan Hind tem 28 anos e vive sem um terço de seu crânio devi [ler+]